«Uma verdadeira educação inclusiva é aquela em que o educador cria contextos educativos onde cada criança encontra a estimulação de que necessita para progredir, não perdendo de vista nenhuma criança e respondendo a todas elas »
Gabriela Portugal

Aqui pode encontrar o nosso Portfólio das atividades que desenvolvemos, as razões da sua realização, os progressos das crianças durante a permanência no Jardim de Infância, ate à entrada no 1º CEB

______________________________________________________

ATIVIDADES PARA OS TEMPOS LIVRES

(clica em cima do nome do ficheiro e joga)

JOGOS EDUCATIVOS
BIBLIOTECA DO GIGANTE , SITE DE JOGOS
SITIO DOS MIUDOS
, ATIVIDADES EDUCATIVAS, CAMINHO DAS LETRAS , RISCOS E RABISCOS
APRENDER A RECICLAR , JOGAR COM DADOS
BOB, RUCA, DINOSSAUROS, CARROS
QUADRO MAGNÉTICO, SUDOKU DAS CORES
JOGO DOS DENTES

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Matemática vive-se diariamente

 «No jardim de infância, a aprendizagem das crianças requer uma experiência rica em matemática, ligada aos seus interesses e vida do dia a dia, quando brincam e exploram o seu mundo quotidiano. O/A educador/a deverá proporcionar experiências diversificadas e desafiantes, apoiando a reflexão das crianças, colocando questões que lhes permitam ir construindo noções matemáticas e propondo situações problemáticas em que as crianças encontrem as suas próprias soluções e as debatam com as outras.»
 In, OCEPE, abril de 2016


A matemática surge em tudo, está em todo o lado. 
É através dela que encontramos soluções para os problemas do dia-a-dia.  

No Jardim de Infância aproveitam-se as diversas situações que surgem para questionar, promover o levantamento de hipóteses e encontrar soluções, fomentando a construção de conceitos matemáticos. É rotina diária que o ajudante do dia registe, depois das presenças marcadas por todos,  o numero de raparigas presentes, o numero de rapazes e o numero total de crianças.

 Os mais velhinhos já fizeram um longo percurso na construção destes conceitos.  Atualmente realizam esta tarefa através do uso de algarismos  (já fazem pequenas operações simples tais como somar e subtrair pequenas quantidades), mas os mais pequeninos ainda estão num processo de aprendizagem e de construção destes conceitos complexos.
 Isto não invalida que possam realizar as mesmas tarefas mas de forma adequada ao seu nível de desenvolvimento.

Aqui ficam dois exemplos de registo das presenças realizados por crianças de 3 e 4 anos.  



«O desenvolvimento de noções matemáticas inicia-se muito precocemente e, na educação pré-escolar, é necessário dar continuidade a estas aprendizagens e apoiar a criança no seu desejo de aprender. Esse apoio deverá corresponder a uma diversidade e multiplicidade de oportunidades educativas, que constituam uma base afetiva e cognitiva sólida da aprendizagem da matemática. Sabe-se que os conceitos matemáticos adquiridos nos primeiros anos vão influenciar positivamente as aprendizagens posteriores e que é nestas idades que a educação matemática pode ter o seu maior impacto»

 In, OCEPE abril 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário